Cuide de seu dinheiro… Endividou-se? Corte os gastos…

Se você está endividado, e não sabe mais o que fazer, faça um empréstimo e livre-se do juro do cartão, muitas vezes eles são mais caros até do que um empréstimo no banco. E comece a economizar, pare de gastar com bobagens. Aprenda a cortar despesas supérfluas e junte uma grana no final do mês. Também aprenda a montar um orçamento de despesas. É uma ótima ferramenta para cortar e evitar gastos desnecessários, além de ser uma maneira prática para sabermos onde nosso dinheiro vai parar.

Mas não ignore os pequenos gastos. As pessoas não costumam dar atenção a pequenos valores. Não se dão conta de que, se economizassem esse “dinheirinho”, conseguiriam comprar coisas grandes. Você não precisa quebrar a cabeça para tomar conta de suas finanças. O primeiro passo é comprar um caderninho e andar com ele na bolsa. No começo, você terá de se esforçar para anotar nele absolutamente TODOS os GASTOS.

No primeiro mês:

– Anote todos os gastos – todos mesmo. Faça tudo de maneira bem precisa, descreva o gasto e coloque a data.
– Divida os gastos por grupos, contas fixas, transporte, alimentação…
– No fim do mês, o mais provável é que você já gaste menos. Isso acontece porque, ao ter a visão geral de suas finanças, seu cérebro já se prepara para cortar os gastos supérfluos. Seu desafio daqui para frente é fazer isso de maneira consciente.

Após o primeiro mês:

Analise seus gastos, e tente colocar idéias novas em prática no mês seguinte. É fundamental reservar uma verba para seu bem-estar. Guarde uma certa quantia para comprar cremes, perfumes, bijuterias, ir ao cinema, tomar um café. Mas não esqueça de anotar nos gastos.

Quer saber como dar fim a este problema?

– Anote seus objetivos, faça isto a médio e a longo prazo. Veja quanto precisará poupar por mês e estabeleça um plano de economia.

– Pense no futuro. A dica é básica: Não gaste tudo o que ganha, comece a poupar. Pode parecer difícil, mas mesmo com as atribuições do dia a dia, sempre é possível juntar um dinheirinho.

– Faça um investimento mensal. Guarde até 15% dos seus rendimentos numa conta que pode ser resgatada a qualquer momento, para emergências.

– Negocie sempre. Não há nada de errado em pedir um desconto ao comprar algo à vista, muitas vezes essa é uma possibilidade que o estabelecimento deixa em aberto para os vendedores, mas só quando o cliente toca no assunto. Deixe a timidez de lado e exija os seus benefícios.

– Consuma com moderação. Às vezes é preciso decidir entre comprar uma bolsa de marca e uma bonita, que custará três vezes menos. Muitas mulheres tomam essas decisões sem avaliar os números.

– Conheça suas possibilidades. Não há nada de errado em ser consumista, desde que as compras sejam feitas com base na condição financeira real, e não por impulso.

Mas para seu orçamento dar certo:
. Guarde todos os comprovantes de gastos.
. Verifique seu orçamento uma vez a cada duas semanas. Não se esqueça de fazer uma análise das coisas com que você acha que está desperdiçando muita grana. Tente mudar sua atitude já.
. No planejamento anual, coloque também gastos com presentes, como aniversários, dia das mães e dos pais. Defina uma verba de quanto pretende gastar com cada presenteado e tente não ultrapassá-la.

Dicas:

– Defina uma meta de gastos por mês e faça de tudo para que ela seja cumprida.

– Pare de gastar com bobagens.

– Corte os supérfluos.

– Tente não usar todo o limite de seu cartão de crédito.

– Deixe o cartão de crédito em casa. Só saia com ele, quando você realmente sabe o que vai comprar.

– Pense duas vezes antes de passar no caixa carregada de sacolas, na hora de pagar, tire os itens supérfluos.

– Respire e faça uma pausa, no meio das compras.

– Tenha uma conta bancária sem pagar tarifas.

– Procure um cartão de crédito sem anuidades.

– Nunca pague o mínimo do cartão de crédito.

– Compre roupas e acessórios em liquidações e pontas de estoque.( Somente o necessário)

– Pesquise na internet quando a compra for mais cara.

– Por mais que pareçam tentadoras, fuja das compras parceladas, procure pagar à vista e peça desconto sempre. Caso resolva parcelar, verifique o preço total, e calcule se não levará um produto pelo preço de dois.

– Adquira o hábito de controlar seus gastos.

– Evite levar crianças ao supermercado.

– Não se iluda com liquidação, promoção, queima de estoque, só devemos comprar o que for realmente necessário ou combine com o nosso estilo, porque o barato sai caro.

“você vai sobreviver e dormir bem mais tranquilo. Se você conseguir. Parabéns! Significa que você aprendeu a controlar seus gastos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *