Uma Quase História de Amor!

Decepções da Minha Vida!

Na minha vida tive algumas decepções, histórias que quase viraram amores e amores que quase viraram histórias. Aqui está a primeira decepção.

Uma Quase História de Amor

Conheci um grande amigo, no primeiro semestre da faculdade, éramos muito jovens, fomos trabalhar no mesmo lugar, ficamos super amigos, dividíamos os problemas, discutíamos assuntos variados, fazíamos almoço, festas do trabalho, aventuras, sempre juntos e todos os dias.

Tínhamos uma turma maravilhosa, ele tocava violão e nós cantávamos. Uma vez por semana fazíamos almoço da turma, ele assava o churrasco e tocava violão.amarelo

Certo dia, eu estava trabalhando, conversa vai, conversa vem, ele diz que me admira, fiquei assustada, passou mil coisas na minha cabeça, acho que eu também sentia o mesmo, pois fiquei tremendo e com medo, mas mesmo assim, deixei rolar um beijo ardente, então me apaixonei…Eu adorava ir para o trabalho, nem me importava de levantar 6 horas da manhã, saia de casa muito feliz todos os dias.

Resumindo, tivemos uma linda história, somente no trabalho e na faculdade, porque eu tinha um noivo muito ciumento, porém estávamos brigados naquele momento.

A história rolou por muitos meses, até que um belo dia ele me contou que tinha passado num concurso público e que tinha sido chamado para trabalhar em outra cidade.

Foi uma decepção muito grande, nunca mais eu ia poder vê-lo, ele até propôs namoro firme, mas fiquei com medo de arriscar, decidi terminar e voltar para meu noivo.

Eu sofri muito, parecia que meu mundo tinha acabado, doía muito.

O trabalho e a faculdade não tinham mais graça, a vida ficou sem poesia, sem festas, sem almoço…

Cada notícia que eu tinha dele, cada vez que eu ouvia seu nome, meu coração sofria, eu tentava tirar ele de dentro mim, mas não conseguia…

Quase não suportei a saudade, foram dias de dor e angústia, mas como tudo na vida, passa com tempo, a saudade foi diminuindo. Aos poucos a dor não incomodava tanto. Foi difícil esquecer todos os momentos. Doeu muito, mas doeu muito mais ver um sonho acabar. Tudo por minha culpa, por medo e insegurança. Foi uma linda história de amor, mas sem final feliz!!!

“Cuidado com o medo, ele adora roubar sonhos!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *