A infuência dos orixás em nossas vidas em cada mês do ano

Curiosidades:
Cada mês é influenciado e regido por um orixá diferente:

Exu: janeiro, março e outubro.
Exu é encarregado de levar mensagens dos mortais aos orixás. Exu influencia sobre a sexualidade, nestes meses há uma grande tendência para as aventuras eróticas, disputas amorosas e consumo de bebidas alcoólicas. Previna-se.

Iansã: março, junho e julho
Iansã é a divindade do fogo e da sensualidade, ela representa o movimento. Influencia as pessoas a decidirem coisas sem pensar. Iansã só ouve a voz de seus próprios desejos. Iansã traz muita sensualidade a seus filhos e magnetismo na hora de conquistar um amor.

Ibejis: fevereiro, junho e julho
Os ibejis são orixás gêmeos e crianças. Nestes meses as pessoas tendem a se comportar e agir de modo infantil. Assuma a responsabilidade de todos os seus atos.

Iemanjá: janeiro, setembro e outubro
Senhora dos mares e mãe de quase todos os orixás. Iemanja traz fartura e tranquilidade, quando é homenageada, com flores lançadas ao mar. Nos meses governados por ela, as mulheres engravidam com mais facilidade.

Nanã: agosto
A avó dos orixás representa a calma, a dignidade e a sabedoria da velhice. Protege e mima as crianças. Em agosto, devemos ouvir os mais velhos e prestar atenção nos sonhos com parentes que já morreram, eles serão muito reveladores.

Ogum: agosto
Guerreiro corajoso. Ogum não descansa enquanto não obtém o que deseja. É o DEus do progresso técnico. Por sua influência agosto é um mês de muita disputa.

Obaluaê: junho, agosto e dezembro
Deus amargo e pessimista. Obaluaê pode provocar doenças e epidemias. Mas também cura enfermos que a ele recorrem. Nos meses regidos por Obaluaê, não pare para se latismar. Ao contrário, enfrente todos os problemas com garra. Evite altas velocidades, aglomerações e discussões violentas.

Oxaguiã: abril, julho e dezembro
Para esse jovem e poderoso guerreiro, é sempre tudo ou nada. Nos meses regidos por ele, a tendência é haver só alegria ou só tristeza, só riqueza ou só miséria, só saúde ou só doença. Procure conservar o que já conquistou. Nâo se envolva em brigas de amor, não mude de emprego e alimente-se de modo saudável.

Oxalá: abril, setembro e outubro
Oxalá é a divindade máxima do Candomblé. É o senhor da fecundação, da fertilidade e da criação. As pessoas com defeitos físicos contam com sua proteção. Neste meses, muitos objetivos serão alcançados por quem souber pedir e também perdoar.

Oxum: abril, julho, setembro, novembro e dezembro
Muito bela, essa divindade usa a sedução para obter o que deseja. Protege as mulheres grávidas e seus bebês. Nos meses regidos por Oxum evite a preguiça e a indecisão. E deixe seu romantismo se manifestar, pois há grandes possibilidades de alegrias afetivas.

Oxumaré: maio
Ora homem ora mulher. Oxumaré é a Deusa das transformações, das mudanças. Relaciona-se a renovação, ao crescimento individual e pode trazer riqueza material.

Voduns: janeiro, fevereiro e março
Os Voduns são os mais antigos orixás, os primeiros seres que Olorum criou(Criador de tudo)reconheceu como filhos. Eles formam um elo entre o passado e o presente, e ajudam a conservar o que foi criado ou conquistado. devemos aproveitar a força dos Voduns para pôr em prática nosso projetos sociais, familiares e profissionais.

Xangô: novembro
Esse orixá é capaz de fazer e desfazer qualquer coisa, sempre com justiça. Em novembro convém evitar o autoritarismo, a mania de decidir tudo por conta própria. Sem prejudicar ninguém, exija sempre seus direitos, em todas as áreas.

Muitas pessoas não acreditam, mesmo assim, os orixás influenciam nossas vidas, e nosso jeito de ser, conforme o dia de nosso nascimento, mesmo sem sabermos.

Seja o primeiro a comentar em "A infuência dos orixás em nossas vidas em cada mês do ano"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*