Afaste a mente do passado e do futuro e viva o presente!

Vivendo o presente…
Para o Budismo devemos viver o presente, e nunca deixar que nossa mente fique no passado e tampouco no futuro.

O Budismo ensina a não fazer o mal e só fazer o bem. Ensina também, que não devemos deixar os traumas e pensamentos tristes do passado, estragar o presente. É preciso se desprender de pensamentos tristes e negativos, que só nos levam para baixo.

Para ter felicidade, é bom encher a mente somente de coisas positivas e boas, de coisas iluminadas e equilibradas. E não deixar que as incertezas do futuro estraguem a nossa felicidade.

É muito importante ter fé, nos momentos ruins, pois a fé nos ajuda a ficarmos bem. Os Budas nos incentivam a realizarmos nossos sonhos, mas para realizá-los é importante acreditar e fazer acontecer.

“É muito importante ter sonhos, sem perder a esperança de um dia realizá-los”.
Dalai Lama

Um pouco de budismo…

O budismo surgiu na Índia através de Sidarta Gautama, O Buda. Sidarta percorreu diversos caminhos falsos, que não levavam a iluminação, antes de chegar ao Nirvana. Ele passou a ensinar as pessoas, diversos conceitos hindus como Karma, Dharma, Reencarnação e Samsara.

Sidarta ensinava as pessoas para que elas crescessem espiritualmente. Crescer espiritualmente é ir em direção à felicidade, realização, plenitude, sabedoria, paz, amor, otimismo, verdade, força interior, afastando os sentimentos negativos.

Os aprendizes de Sidarta ensinaram outras pessoas, e estas a outras, ensinavam para outras, e assim o Budismo se transformou em uma das principais religiões do mundo.

Nós não precisamos seguir apenas o Budismo, pois ele é livre. Podemos seguir o Budismo, juntamente com outra filosofia ou religião, pois a preocupação do criador do Budismo, não é ser o dono da verdade, mas desenvolver a consciência. Somos livres para escolher o que queremos, porém devemos ter muito cuidado com as filosofias que escravizam a alma, e nos afastam do caminho certo.

O Budismo e os desejos…

Os desejos impulsionam todas as ações da vida. A pessoa trabalha, e existe um propósito, ganhar dinheiro, sustentar a família, etc… Comemos pelo desejo de matar a fome. Tomamos banho pelo desejo de ficarmos limpos. Fazer o bem é impulsionado pelo desejo de ajudar os outros.

O Budismo visa atingir a iluminação, mas para atingí-la é preciso querer, pois quem não quer não atinge.

Os bons desejos, não devem ser eliminados, como os desejos de amar, de ser feliz, de estar bem, de fazer o bem. Os maus desejos desejos sim, devem ser eliminados, como os desejos sobre coisas materiais, orgulho, vingança, etc..

“O desejo sincero e profundo do coração é sempre realizado, em minha própria vida tenho sempre verificado a certeza disto”. Gandhi

No Budismo Tibetano existem os Lamas, sacerdotes religiosos do mais alto grau. Acredita-se que a alma de Sidarta Gautama, o Buda, tenha se dividido em milhares partes e essas partes reencarnam como Lamas para propagar e ensinar o Budismo. O Dalai-Lama é considerado o mais importante de todos os Lamas e é o líder do povo tibetano.

Amores são passageiros… Momentos são eternos. Pessoas são únicas. E a vida?

Seja o primeiro a comentar "Afaste a mente do passado e do futuro e viva o presente!"

Comente

Seu e-mail não será publicado


*