Aprender Mais de Duas Línguas, Diminui os Efeitos da Demência

Segundo uma pesquisa americana, cientistas descobriram que falar mais de duas línguas, traz benefícios ao cérebro, porque altera a massa cinzenta (área do cérebro que processa informação) da mesma maneira que exercícios físicos aumentam os músculos.

O bilinguismo é uma forma de treinar o cérebro, uma forma de fazer uma ginástica mental. Também protege contra os sintomas da demência.

Na pesquisa, a equipe monitorou o cérebro de dois grupos de estudantes, um grupo de bilíngues e outro de não bilíngues. As diferenças de resposta dos dois grupos foram visíveis no cérebro.

O estudo também concluiu que o bilinguismo melhora a reserva cognitiva, um efeito protetor que é ativado por atividade física e mental e que traz benefícios no longo prazo, especialmente na velhice. A reserva cognitiva ajuda a diminuir os efeitos da demência, atrasando seu início.

Indivíduos bilíngues parecem desenvolver a demência muitos anos depois de pessoas com as mesmas características físicas e mentais, que falam apenas uma língua.

Ser bilíngue traz benefícios ao nosso cérebro!

Curiosidades:

– Os suíços orgulham-se de serem um dos povos mais poliglotas da Europa. Eles possuem quatro idiomas: alemão, francês, italiano e reto romano e ocupam o terceiro lugar entre os europeus no domínio de línguas estrangeiras, atrás dos holandeses e luxemburgueses. 44% dos habitantes da Suíça são bilíngues.

Seja o primeiro a comentar "Aprender Mais de Duas Línguas, Diminui os Efeitos da Demência"

Comente

Seu e-mail não será publicado


*