Como identificar o transtorno bipolar?

O transtorno bipolar é uma doença crônica, caracterizada por períodos em que o humor da pessoa está alterado. Quando a pessoa está de bom humor, sua vida parece perfeita, os problemas são até fáceis de resolver, se for criticado, leva na esportiva. Mas quando está de mau humor, a vida fica insuportável e complicada, leva tudo para o lado pessoal.

A doença do humor pode ocorrer em episódios mistos, em um mesmo dia. Em poucas horas a pessoa pode chorar, ficar triste, sentindo-se sem valor e sem esperança, e no momento seguinte estar eufórica, sentindo-se capaz de tudo, ou irritada, falante e agressiva.

O transtorno bipolar de humor é um transtorno caracterizado por fases de depressão ou de euforia. Na realidade, as alterações do humor são acompanhadas de uma série de alterações como: Insônia, inquietação, agitação, desesperança, humor melancólico e depressivo. Perda de interesse ou prazer em atividades habitualmente interessantes. Tristeza, vazio, etc..

Pode iniciar na infância ou na adolescência, geralmente com sintomas como irritabilidade e impulsividade. Nas mulheres podem ter início entre os 45 e 50 anos.

O transtorno é caracterizado por:

– Humor excessivamente exaltado, eufórico, alegria exagerada, irritabilidade, impaciência, agressividade física e/ou verbal, agitação, inquietação física e mental.
– Começa muitas coisas ao mesmo tempo sem conseguir terminá-las.
– Otimismo e confiança exageradas.
– Gastos excessivos.
– Pouca capacidade de julgamento, incapacidade de discernir.
– Crenças irreais sobre a própria capacidade, acreditando possuir muitos poderes.
– Idéias grandiosas.
– Pensamentos acelerados, fala muito rápida, pulando de uma idéia para outra.
– Facilidade em se distrair, incapacidade de se concentrar.
– Comportamento inadequado, intrometido, agressivo ou de risco.
– Insônia e pouca necessidade de sono.
– Uso de drogas, em especial cocaína, álcool e soníferos.

O tratamento deve ser feito com envolvendo medicamentos e acompanhamento psiquiátrico.

Seja o primeiro a comentar em "Como identificar o transtorno bipolar?"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*