Descompassos da vida…

As vezes a tristeza toma conta de mim, fazendo com que eu não sinta prazer na minha vidinha sem graça, meu coração fica invadido por uma tristeza sem fim, uma sensação de derrota.
Meus amigos de infância se afastaram, cada membro de minha família procurou seu caminho, meu pai se foi, meus filhos cresceram e ficaram independentes, todos estão ocupados com suas vidas e seus problemas, meu coração sobrevive batendo em descompasso.
Meu ânimo as vezes não se renova mais, minhas alegrias são  falsas, as boas lembranças ficam guardadas na memória, mas não sei bem o que fazer com elas.

As vezes sinto uma ausência de satisfação pessoal, a melancolia toma conta dos meus dias. Às vezes é necessário sair da linha, colocar as mágoas para fora e tentar virar a página. Ainda bem que a esperança permanece.

Pensamentos que me inspiram:
“Ainda bem que sempre existe outro dia. E outros sonhos. E outros risos. E outras pessoas. E outras coisas..”
Clarice Lispector

“Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros”.
Clarice Lispector

Seja o primeiro a comentar em "Descompassos da vida…"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*