Em Portugal não é permitido que se registre um recém-nascido com qualquer nome

Em Portugal, os nomes próprios devem ser portugueses e admitidos pela lei portuguesa. Ex: António, Manuel, Antónia, Eugénia, Eulália, etc..

Outro dia eu estava assistindo uma reportagem na TV, e fiquei surpresa, em saber que em Portugal a escolha do nome da criança está condicionada pela lista de aprovações do país, os nomes que não constarem na lista, podem ser aprovados ou não.

A regra serve para preservar nacionalidade, e exige que o nome seja português e tenha grafia e fonética adaptados ao idioma para não gerar dúvida sobre o sexo da criança.
A proibição de determinados nomes, também serve para proteger a língua portuguesa e para evitar que as crianças sejam nomeadas de forma embaraçosa.

Há mais de 2600 nomes proibidos em Portugal, e a lista cresce todos os anos.
Aqui estão alguns momes proibidos:
Agda, Alma, Ambar, Amena, Aragão, Atena, Aviz, Beladora, Belíssima, Branco, Brisa, Cristal, Dádiva, Deusa, Eden, Ega, Eneida, Eros, Fenícia, Imaculada, Lola, Medusa, Orfeu, Paixão, Pérola, Pétala, Rosinha, Rubi, Tília, Virtuosa, etc..

Depois dessa curiosidade de Portugal, acho que está na hora do Brasil também possuir uma lei sobre os nomes dos recém nascidos, pois existe cada nome mais absurdo, que as vezes nem acreditamos.

Pense bem antes de dar o nome ao seu filho!!!

Madame

Nomes permitidos em Portugal:
http://www.irn.mj.pt/sections/irn/a_registral/registos-centrais/docs-da-nacionalidade/vocabulos-admitidos-e/downloadFile/file/NomesAdmit31122008.pdf?nocache=1237297938.4

Seja o primeiro a comentar em "Em Portugal não é permitido que se registre um recém-nascido com qualquer nome"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*