Os Riscos dos Suplementos para a Saúde

Segundo a Anvisa, alguns suplementos alimentares e emagrecedores, contêm ingredientes que não são seguros para a saúde.

Muitos suplementos vendidos no Brasil não estão regularizados pela Anvisa, e são comercializados irregularmente, por conter estimulantes, hormônios do crescimento e testosterona, sendo considerados, anabolizantes.

A Anvisa proibiu a fabricação, uso e venda e do emagrecedor OxyElite Pro em todo o país. O produto é considerado um suplemento alimentar, da mesma forma que os similares Jack3D e Lipo-6 Black. Composto por uma substância chamada dimetilamilamina(DMAA), que pode causar dependência, disfunções metabólicas, insuficiência renal, falência do fígado, problemas cardiovasculares, alterações do sistema nervoso e até a morte.

O DMAA é usado por quem quer emagrecer, e empregado para aumentar o rendimento de atletas, usado também como descongestionante nasal, e foi incluído entre as substâncias que acusam doping nos EUA. Países como Austrália e Nova Zelândia já suspenderam a substância. No Brasil, os suplementos só podem ser comercializados depois de verificados, seus efeitos e a segurança do uso.

Recomendações aos consumidores:

. Desconfie das promessas milagrosas de emagrecimento rápido, benefícios cosméticos, como redução de rugas, celulite, melhora da pele. E indicações terapêuticas, e cura de doenças, como diabetes, artrite, etc.
. Cuidado com os produtos em língua estrangeira.
. Antes de adquirir produtos com DMAA na composição, busque orientações e informações.
. A Anvisa recomenda que propagandas e rótulos que indiquem alimentos para prevenção ou tratamento de doenças e sintomas, emagrecimento, redução de gordura, ganho de massa muscular, aceleração do metabolismo ou melhora do desempenho sexual são ilegais e podem conter substâncias não seguras.

suplementos-para-emagrecer-2

Seja o primeiro a comentar em "Os Riscos dos Suplementos para a Saúde"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*