Porque as pessoas guardam objetos sem utilidade?

Algumas pessoas guardam vidros, potes, revistas, jornais, estojos, embalagens, escovas, pilhas, perfumes, cremes, canetas, roupas, etc… E sempre há uma justificativa. Elas dizem que pode ser útil um dia. E acabam nunca usando.

Objetos sem utilidade ocupam espaço físico e mental, também dificultam a organização das idéias, bagunça é sinal de que algo está sobrando. O descarte é o primeiro passo da organização.

Roupas sem utilidades é o que mais guardam. A peça não serve, está fora de moda, a pessoa pensa que vai voltar a usar um dia. Só se for a uma festa do ridículo. Doe faça caridade, sempre tem alguém que precisa mais do que você.

Tudo o que estiver quebrado ou velho demais deverá ser descartado. Vale para louças trincadas e amareladas, panelas velhas, potes de plástico sem tampa, maquiagens vencidas e roupas velhas.

Com os alimentos, enlatados e cosméticos é simples: passou a data de validade coloque no lixo.

Os travesseiros e escovas de dentes também vencem. Potes plásticos costumam ter validade de dois anos, todos deverão ser descartadas.

Revistas e jornais com matérias não lidas podem ser recortados e guardadas numa caixa de camisa, escreva, recortes interessantes, receitas, o que não interessa…lixo.

Se você comprou algo e nunca usou, provavelmente nunca vai usar. Se você já usou, há uma tolerância. Alguns dizem, que para roupas o prazo é dois anos. Para utensílios de cozinha é um ano.

Quando não tiver certeza se vai usar ou não um objeto, separe e deixe em um local visível por um tempo. Coloque um limite de tempo, um mês, por exemplo, se não usar durante esse tempo, é melhor doar.

O conserto pode sair mais caro do que comprar um novo. É o caso de sapatos e alguns eletrodomésticos.

Todo mundo sempre tem algo no fundo do armário que não usa. Mesmo as pessoas mais organizadas e menos consumistas.

Muitas vezes, além de guardar, a pessoa compra sem controle. Muito cuidado.

A mania de guardar objetos, quando em excesso, pode ser sintoma de transtorno obsessivo-compulsivo ou estar associado a depressão.

Limpar a casa e jogar fora o que não nos serve, é a arte de afastar as energias negativas.

Desapegue-se… Deixe a vida gerar novos frutos. Desapegar é doar o que não serve mais. Para depois, usufruir do novo. Ao limpar as gavetas e armários, jogando fora o que não se usa, atraímos energias positivas.

Mude…mas comece devagar…

Deixe um comentário